Para esta temporada de primavera/verão 2021, a Salomon fez atualizações em várias das suas principais sapatilhas de trail e continua a oferecer uma solução de calçado para todos, desde novos corredores a especialistas de trail que procuram enfrentar terrenos técnicos a altas velocidades.

No caso, fui testar as novas Salomon Sense 4 Ride, uma versão renovada destas clássicas sapatilhas para trail.

O teste foi em terreno variado em Monsanto, entre estradão, raízes e pedras. Pena não haver terreno molhado nesta altura do ano para testar a aderência. Assim que calcei estas Salomon Sense 4 Ride senti algo diferente. Já tinha tido outros pares de sapatilhas desta marca que necessitaram sempre de algum período de habituação mas com estas, não foi o caso, encaixaram bem desde a primeira utilização. Fui ler, depois, e parece que os criadores de calçado da Salomon redesenharam a gola do calcanhar para incluir um pouco mais de enchimento, melhorando assim a fixação do calcanhar, e isso efetivamente fez-se sentir.

Confesso que comecei também receoso com a palmilha com a tecnologia Ortholite, algo de que não gosto e que costumo logo retirar à segunda utilização em sapatilhas novas (uso a primeira vez a ver se “é desta que não me aleija”) mas, aqui no caso, deixei (e deixarei ficar). Isso poderá ser relacionado com a utilização da tecnologia de amortecimento Optivibe™, que a marca utiliza no calçado de estrada, não sei, sei que não me aleijou, nem chateou de todo.

Estas foram as sapatilhas que Armando Teixeira escolheu para concretizar o desafio de 24h a descer e a subir o mítico trilho de 3.700 metros, que sobe 1 Km Vertical, entre Alvoco da Serra e a Torre. No meu caso, subi do Parque do Calhau até à Prisão de Monsanto, e correu tudo muito bem.

Finalmente, quanto ao preço de venda, cai numa gama média, e pelo valor, quanto a mim, são um modelo que não desilude. Tenho-as usado várias vezes, e mal posso esperar levá-las a terrenos mais “arrojados”, espero que durem até ao inverno.

Obrigado à Salomon e à A minha corrida pela oportunidade desta experiência. Bons trilhos!