Saucony Endorphin Pro 3- Review por João Pereira

Revelou se uma agradável surpresa ao longo destas semanas de teste.

As sapatilhas foram essencialmente usadas em distâncias mais longas e demonstraram ser uma preciosa ajuda, no que respeita ao minimizar do desgaste que qualquer atleta sente com o avançar dos quilómetros.

No entanto, e tendo em conta as suas características, não tenho dúvidas de que as Saucony Enforphyn Pro 3 são, igualmente, bastante eficazes em distâncias mais curtas.

No geral, a avaliação que faço é muito positiva, mas destaco essencialmente os seguintes aspectos:

Publicidade

– o conforto resultante da espuma PWRRUNPB que constitui a sua sola rica em tecnologia; um drop de 8mm que para além de conferir uma passada macia, ajuda a proteger o nosso esqueleto do impacto sofrido no solo em cada passada;

– a malha, usada na sua concepção, torna as sapatilhas super-leves e permite que “os pés respirem”. Este aspecto revela-se bastante benéfico, sobretudo em treinos ou competições em dias mais quentes, pois evita desconforto derivado de aquecimento dos pés;

– A sua reactividade, resultante da camada de espuma que já mencionada, assim como, da placa de carbono em S que a sapatilha possui.

A reacção em piso de alcatrão é espantosa, tendo havido testes em distâncias longas em que, ao fim de dois, três Km de treino, pude perceber a maximização do impulso, uma vez que entrando em ritmos abaixo dos 4´/km, elas respondem favoravelmente, permitindo manter esse ritmo até ao final (treinos de 28Km e 30Km).

Assim, reforçando os aspectos positivos, realço o conforto, a suavidade, a leveza e a capacidade de resposta deste modelo da Saucony.

Outras considerações:

No meu entender, baseado na experiência relativamente a outros modelos equipados com placa de carbono, existentes no mercado, teriam a beneficiar se possuíssem igualmente o sistema de protecção interior ao nível do calcanhar/tendão de aquiles que algumas marcas/modelos possuem, por todas as vantagens daí decorrentes.

Aspecto menos positivo, a aderência a superfícies molhadas poderia ser otimizada.

Site original: https://bit.ly/3BGcXrQ