Quer prefiras sujar-te de lama ou estar na passadeira com uma televisão à frente, o que importa mesmo é que conheças os benefícios de cada uma.

Desde há muito que é um tópico de discussão para os amantes do fitness, parece não haver solução para a questão indoor vs outdoor. “Os passeios vão dar-te cabo dos joelhos” diz a tua mãe. “Mas as passadeiras não conseguem replicar a experiência de corrida”, diz o teu companheiro de maratonas.
Na esperança de tornar a discussão menos acessa, aqui estão os benefícios das duas opções.

Indoors

É tecnicamente mais fácil
Por design, a passadeira ajuda na rotação da perna à medida que vais dando os teus passos. A isto acresce a falta de vento que, tecnicamente, facilita a corrida. Há alguns estudos que sugerem que ajustar a inclinação da passadeira para 1%, replica eficazmente os benefícios da corrida ao ar livre.
Menos impacto nos pés e joelhos
Um dos maiores benefícios da corrida em passadeira é o menor impacto na corrida, reduzindo o desgaste das articulações. Os novos modelos como as Woodway (passadeiras curvas) têm tecnologia que reduz, quase na totalidade, o impacto, o que é ainda melhor para os teus membros.
É perfeito para reabasteceres o combustível 
Para aqueles que se estão a preparar para uma prova de resistência, é importante que vão treinando a ingestão de líquidos e de hidratos de carbono. Uma corrida de longa distância na passadeira permite que treines comer e beber sem abrandares o ritmo de corrida para perceberes como é que o teu corpo reage aos diferentes produtos de hidratação – incluindo bebidas desportivas, géis e cápsulas. Não seria muito positivo descobrir que o que escolheste ingerir te provoca desconforto a meio da maratona.
Tem menos obstáculos
A passadeira oferece-te consistência. Quando corres no exterior é preciso ter atenção aos peões e parar nas passadeiras, pontes ou noutros obstáculos. Naturalmente, o ritmo abranda ou varia ao longo do tempo. A passadeira, por outro lado, só vai abrandar se tu quiseres. Correr a um ritmo consistente e pouco atribulado permite melhorar a tua resistência ao longo do tempo.
O treino mais criativo que alguma vez viste
Comparando com os (normalmente) limitados espaços encontrados no exterior, as passadeiras permitem corridas mais inclinadas ou programas detalhadamente desenhados às tuas necessidades. Vai variando a inclinação de acordo com o teu ritmo para maximizar o treino.
Não precisas de uma lanterna
Correr na passadeira pode ser a tua salvação durante os meses de inverno. Quando está escuro, frio e chuva, a motivação para calçar os ténis desce a pique e as passadeiras podem salvar-te o treino.  Para alguns, correr em estrada pode não parecer seguro se a zona estiver mal iluminada.

Corrida ao ar livre

É mais agradável
Num estudo feito por um grupo de cientistas da Universidade de Exeter, ficou claro que o exercício ao ar livre “está associado com a sensação de revitalização e interação positiva, reduz o stress, a confusão, a raiva e a depressão, enquanto aumenta a energia”. A isto acresce a reposição de vitamina D (a maioria do mundo ocidental tem falta desta vitamina).
Permite melhorar o equilíbrio, a mobilidade e a flexibilidade
No exterior o chão raramente é plano, o terreno varia e é normalmente irregular. Ir alternando entre superfícies  como estrada, relva, terra batida ou inclinações, melhora o equilíbrio e a noção espacial. Saber lidar com as mudança súbitas na superfície de corrida é importante em ambiente de competição.
Melhor preparação para corridas
O teu colega de trabalho ultra competitivo tinha razão: correr no exterior prepara-te para as corridas de forma mais eficaz do que correr na passadeira. Quer seja por saberes respirar melhor mesmo quando os pulmões estão gelados ou por conseguires chegar mais longe com a ajuda do teu grupo, nunca é boa ideia participar num evento de corrida sem ter corrido grandes distâncias no exterior.
Permite maior interação
Correr sozinho ajuda a organizar a cabeça ou a pôr as coisas em perspetiva. Podes ser só tu e a tua rota. Ou não. Correr no exterior pode representar uma oportunidade de estares com um amigo e pôr a conversa em dia ou de te juntares a um clube de corrida e conhecer pessoas novas.
É verdade que isto também pode acontecer quando corres na passadeira, mas os ginásios podem ser sítios apinhados de gente, intimidantes ou até assustadores, e pode ser bom fugir disto de vez em quando.
É possível prevenir a maioria das lesões
Enquanto a superfície mais nivelada da passadeira tem menos impacto para os teus ossos e articulações, isso não significa necessariamente que o risco de lesão é menor. Como não estimula o desenvolvimento do osso ou o reforço dos tecidos, isto pode resultar num risco de lesão maior, por o corpo não conseguir lidar com o esforço da corrida. A força exercida durante a corrida pode ser até cinco vezes o teu peso (dependendo da velocidade e do tipo de corrida).