VEREDICTO

O Saucony Ride 15 é uma sapatilha para treino diário excelente e completo, para uma corrida muito estável, uma sapatilha para treinos diários de médio alcance mais leves. A versão 15 é uma grande melhoria em relação à versão 14: é muito mais leve, muito mais macia e tem mais amortecimento graças à sua altura de pilha aumentada.
Se procura uma sapatilha diário versátil para treino incrivelmente equilibrado, o Ride 15 é o indicado. Tem um antepé altamente flexível e transições de corridas super suaves.

Nas versões anteriores,  cada Ride tinha uma sensação muito semelhante ao seu antecessor: as versões tinham pequenas mudanças incrementais e consistência era o que o Ride era conhecido.

 Tudo isso muda com o Ride 15 .

No papel, o novo Saucony Ride 15 tem todos os ingredientes para torná-lo uma atualização de sucesso. Mais suave? Verificar. Mais amortecimento? Verificar.

Publicidade

A Saucony claramente assumiu um grande risco com o Ride 15, mas essa abordagem incomum de “vá em grande ou vá para casa” valeu a pena. O Ride 15 é a melhor versão do Ride até hoje.

Muitas vezes, uma marca faz grandes mudanças e o sapato fica irreconhecível. Isso é verdade para o Ride 15, mas é uma coisa ótima. O Ride 15 é mais versátil, mais confortável e mais energético do que qualquer Ride anterior.

A altura  da entressola também foi aumentada. Agora tem 35 mm no calcanhar e 27 mm no antepé em comparação com  Ride 14.

Saucony Ride 15 primeiras impressões

A primeira vez que vi fotos do Ride 15, fiquei extremamente empolgado porque fez lembrar logo os Endorphin Shift 2, outro modelo fantástico da marca, nunca testei, mas pelo que li.

Quando recebi inspecionei, a grande surpresa foi que a sola superior PWRRUN+ havia sumido e substituída por uma palmilha grossa PWRRUN+. Esta nova palmilha fez o sapato ranger quando como as uso.

A minha primeira corrida foi de 5 km a um ritmo constante de 5.30 minutos por km.

O Ride 15 foi muito impressionante nessa corrida. Não precisou de nenhum período de amaciamento, o ajuste foi excelente e o passeio parecia bem equilibrado.

A Saucony comercializa a entressola do Ride 15 como PWRRUN, que é “tecnicamente” a mesma espuma que a do Ride 13 e Ride 14, mas eles realmente deveriam ter nomeado outra coisa porque parece muito diferente.

Parece muito mais mole e tem muito mais elasticidade do que as entressolas PWRRUN mais antigas. Quase parece que Saucony deu-lhe o tratamento “supercrítico” e infundiu pequenas bolhas de ar na espuma porque também parece mais arejada, e é daí que vem a enorme redução de peso.

Versatilidade é onde o Ride 15 realmente brilha. O equilíbrio entre macio e firme é excepcional e o Ride 15 foi ótimo a cada corrida. O aumento na altura  o torna ainda mais adequado para corridas longas, enquanto o aumento no retorno de energia o torno melhor em esforços mais rápidos.

A palmilha grossa PWRRUN + proporciona uma sensação de pisada muito macia e agradável, mais percetível ao correr, mas quando acelera o ritmo, o squishiness inicial desaparece e o que obtém  uma corrida muito macia.

Fiquei impressionado com a durabilidade. As tiras de borracha resistiram muito bem após 80 quilómetros de testes, principalmente a do calcanhar lateral. Achei a aderência excelente devido à quantidade de espuma exposta e pegajosa na entressola.

Conclusão do Saucony Ride 15

O Ride 15 elevou a fasquia e estabeleceu o novo padrão para ténis diários neutros e de médio porte. Tem um cabedal excepcional, versatilidade de treino diário e um alto grau de estabilidade.

Estou confiante na minha previsão de que a Saucony venderá mais Ride 15’s do que qualquer versão anterior do Ride. É mais macio, mais confortável, mais acolchoado e também mais animado do que qualquer um dos seus antecessores.

 

PRÓS
  • Muito mais leve que a versão anterior
  • Excelente travamento dos pés
  • Aumento do amortecimento
  • Extremamente versátil
  • Corrida mais suave

CONTRAS

    • Mais caro que o Ride 14
Ride 13
Ride 13
Ride 14
Ride 14

 

Ride 15
Ride 15

Carlos Lopes