A corrida é uma forma de cuidar da mente e do corpo. Já deve ter ouvido pelo menos alguns dos muitos benefícios oriundos da prática de atividades físicas.

Um que costuma escapar, pois, geralmente se está mais preocupado com os impactos no corpo físico, é a promoção da saúde mental.

Correr, por si só, é libertador. É por isso que tantas pessoas encontram brechas nas suas agendas para colocar as sapatilhas e passar alguns minutos correndo. É um momento para deixar as preocupações e o “stresse” do quotidiano de lado e prestar atenção apenas no presente.

O coração bate mais rápido, a respiração acelera e o corredor é tomado por uma sensação quase inebriante de bem-estar. No entanto, correr não é tão fácil assim. Demanda dedicação e disciplina. Porém, os benefícios de vencer a preguiça e a procrastinação fazem os esforços valerem a pena!

As vantagens da corrida

Se nunca correu ou não criou o hábito de praticar atividades físicas, separamos alguns benefícios para motivá-lo!

1.      Alivia o ‘stresse’

Correr é uma forma de extravasar o stresse acumulado. Ao movimentar o corpo em grande intensidade, as chamadas hormonas da felicidade, a endorfina e a dopamina, são liberados no cérebro. O humor muda em questões de segundos, afastando o stresse.

O hábito de correr também ajuda a combater este mal no dia a dia, já que prolonga o bem-estar. A equação é simples: quanto mais correr, mais facilmente o seu corpo se acostumará com as sensações boas e conseguirá “guardá-las”. Logo, enfrentar o stresse se tornará mais fácil. 😉

2.      Melhora a concentração

A corrida é uma atividade que exige foco e determinação para superar os obstáculos do sedentarismo e a fadiga. Além disso, quando você se dispõe a percorrer um trajeto, especialmente ao ar livre, precisa se concentrar nos seus movimentos para não tombar com ninguém.

O resultado desses esforços quase involuntários é uma melhora na concentração na vida diária. O seu cérebro fica treinado a enxergar o cenário mais abrangente em vez de apenas considerar os pontos pequenos e negativos, além de melhor, administrar as suas emoções para superar desafios.

>> Se quiser saber mais sobre corrida, você também pode me seguir no instagram e acompanhar alguns posts das minhas corridas.

3.      Promove a circulação do sangue

Este é um benefício que pode ajudar uma gama de corredores: pessoas com hipertensão, diabetes, colesterol alto ou taquicardia, pessoas sedentárias ou acima do peso que às vezes sentem o coração bater mais rápido sem razão, e até mesmo pessoas com problemas cardíacos.

Nestes casos, contudo, é necessário consultar um cardiologista para receber as orientações necessárias para fazer a atividade.

Por ser uma atividade aeróbica, a corrida melhora a capacidade cardíaca. O coração, afinal, é um músculo que, como os demais, precisa de estímulo para se fortalecer. Corredores experientes possuem um coração mais saudável porque o órgão se esforça mais para bombear sangue durante a atividade.

Durante o repouso, a frequência cardíaca é mais baixa, pois o coração não precisa trabalhar tanto para transportar o sangue ao restante do corpo. A falta de atividades de cardio tem o efeito contrário. O coração bate mais rápido em repouso, podendo aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

4.      Acalma a mente

Já reparou que quando pensa demais os seus músculos ficam tensos e o coração mais acelerado? No fim do dia, pode até ter enxaqueca devido aos pensamentos acelerados.

Correr consegue relaxar tanto o corpo quanto a mente. Em parte, essa sensação de calmaria que tende a se manifestar logo após a atividade física está ligada aos (hormonas) da felicidade liberados no cérebro.

No entanto, o fato de você desligar-se do mundo por um tempo, focando toda a atenção na corrida, também contribui para um estado mental mais tranquilo.

5.      Melhora a atividade cerebral

O cérebro funciona melhor com atividades aeróbicas constantes. Isso porque as conexões entre a rede frontal-parietal e outras áreas, as quais estão associadas à memória e ao autocontrole, são mais fortes e abundantes.

Algumas hipóteses científicas, como a deste artigo da Frontiers in Human Neuroscience, apontam que correr demanda uma maior capacidade cognitiva. Os corredores de longa data, então, apresentam uma melhora nesta.

Outra pesquisa do Journal of Strength and Conditioning Research revela que após um longo período de corrida, cerca de dois meses, a flexibilidade cognitiva do corredor aumenta.

Em outras palavras, ele passa a ser capaz de se adaptar a mudanças muito rapidamente e executar diversas tarefas em simultâneo.

6.      Desperta a criatividade e a produtividade

Já ouviu o conselho para dar uma caminhada e espairecer quando se encontrou diante de um problema aparentemente sem solução? Quando corre, além de mudar o foco das pendências e ser capaz de enxergar detalhes que passaram despercebidos à primeira vista, enche-se de energia para produzir.

Maior disposição significa maior produtividade no trabalho bem como em projetos pessoais. É assim que pessoas fisicamente ativas conseguem espremer dezenas de compromissos nas suas agendas lotadas nos horários antes e depois das obrigações.

7.      Afasta o cansaço

Pode parecer contraditório já que faz mais esforço físico. Logo, ficará mais cansado e precisará descansar mais… Mas a verdade é que corredores cansam menos.

Novamente, as hormonas da felicidade são os maiores responsáveis por isso. Além do bom humor, soltam uma bomba de energia no corpo, capaz de torná-lo produtivo por muito mais tempo.

Outro motivo é uma frequência cardíaca melhor, cerca de 60 bpm. Pessoas sedentárias precisam de mais batimentos cardíacos para o sangue circular. Assim, o organismo trabalha mais e a fadiga se torna uma constante na vida dos sedentários.

Há outros fatores, também presentes devido a um estilo de vida livre de exercícios, que colaboram para a sensação de estar sempre cansado. Uma maior produção de melatonina, hormona do sono, é um deles.

8.      Reduz os sintomas da ansiedade

Pessoas ansiosas devem praticar alguma atividade física. Correr é uma das melhores alternativas para ajudá-las a cuidar da saúde mental! Afinal, já sabe que a corrida acalma a mente, produz hormonas bons e reduz o stresse.

Como a ansiedade cresce com pensamentos caóticos e mau-humor, faz sentido querer tirar as velhas sapatilhas do armário e já começar a correr, certo?

Uma dica para os ansiosos é começar a atividade de forma solitária. Atualmente, existem muitos grupos de corredores na ‘internet’ e no WhatsApp. Porém, o compromisso de encontrá-los e acompanhar o ritmo de pessoas mais experientes pode acabar a estimular a ansiedade.

Por isso, comece no seu próprio ritmo num local agradável e, quando estiver confiante nas suas próprias habilidades, procure grupos afins para se manter motivado.

9.      Aumenta a autoconfiança

De uma hora para a outra, quem começa a correr percebe não apenas uma melhora no desempenho físico, mas na autoestima e autoconfiança. Além das questões biológicas, à medida que melhora num hobby ou atividade, adquire também segurança em si mesmo.

Os resultados do ganho de experiência sempre são grandes motivadores! Eles alimentam a vontade de querer correr mais longe ou mais rápido, ou por mais tempo.

A autoconfiança conquistada através da corrida logo se espalha para outras áreas da sua vida. É provável que as pessoas à sua volta comecem a notar a mudança e mais oportunidades surjam no seu caminho.

10.  Melhora o humor

Apesar de parecer difícil manter o bom humor no dia a dia, é a melhor alternativa para a saúde mental. Uma vida bem humorada é emocionalmente e fisicamente mais saudável! Vive sem stresse e afasta doenças e transtornos mentais.

Correr afasta o mau-humor, possibilitando que cultive um estado emocional mais brando. Com uma quantidade razoável de hormonas da felicidade no cérebro, fica mais fácil dar a devida importância às coisas boas da vida.

Como e quando começar a correr?

Após conhecer todos os benefícios da corrida, é normal sentir vontade de começar já. Mas como se trata de uma atividade de alta intensidade, um preparo maior é necessário.

Pessoas com dores na coluna ou no joelho devem consultar um médico para receber orientações sobre locais mais indicados para correr, como, por exemplo, um trajeto plano e sem subidas.

Quem nunca teve contacto com atividades físicas e deseja se livrar do sedentarismo deve começar devagar. Antes de correr, caminhe por algumas semanas para estimular os batimentos cardíacos e ganhar resistência física.

Para os iniciantes, o recomendado é intercalar corrida com caminhada. É impossível correr por longos minutos se você nunca se exercitou, então não desanime se tiver dificuldades para manter o ritmo ou precisar de pausas maiores no início.

Quem já praticou algum desporto ou frequentou a academia por um tempo, se o condicionamento físico permitir, pode começar a correr por entre 15 e 20 minutos. Gradualmente, os minutos podem ir se alongando.

fonte